terça-feira, 12 de setembro de 2017

Foge!

– Quer dizer que não… – Cristina deixou a frase a meio, seguindo com o olhar o pequeno tornado que perseguia a gata através do jardim. 
– Foge! – gritou ela aflita, no momento em que o tornado acertou em cheio na pequena felina.
Não se sabia quem estava mais assustada, se a gata, se Cristina.
O animal olhava-a com a mesma expressão terna, como fizera centenas de vezes, a última alguns minutos atrás. Correram para os braços uma da outra.

Quita Miguel

Desafio nº 125 – tornado no jardim

sábado, 9 de setembro de 2017

Que nojo!

Frase: Pareces uma super-lula, até me dás nojo, desaparece!

Pareces aqueles políticos que só fazem o indesejado, com cara de satisfação.
Uma convencida, de quem ninguém sente saudade e de quem todos querem distância.
Até um animal me merece mais respeito.
Mesmo uma super-lula será menos destrutiva, apesar de ser uma cephalopoda.
Por vezes, me desespero quando começas a dissertar numa demagogia podre.
Não dás nada, porém queres tudo.
Ainda não percebeste que tenho nojo dos políticos como tu?
Desaparece e não voltes aqui nunca mais.

Quita Miguel

Desafio nº 124 ― és uma super-lula!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

O sussurro das árvores

No sussurro das árvores, ouvimos o vento, que se expressa através de ramos e folhas, e admiramos a maleabilidade com que as árvores se moldam à sua força.
Por vezes, sopra com subtileza, quase como uma carícia, outras chega desenfreado, arrancando flores e frutos e deixando-as com um sentimento de perda.
Mas não se vergam. Persistem orgulhosamente de pé, esquecem os pedaços que o vento levou e almejam já os novos frutos, que pesarão nos seus ramos.

Quita Miguel

Escritiva nº 23 – recomendar um destino, guias de viagem

domingo, 3 de setembro de 2017

Mexicana

Durante o meu tempo de faculdade fui à Mexicana, no máximo, 3 ou 4 vezes e logo numa dessas vezes o universo pregou-me uma partida.
Estávamos quatro numa mesa e eu resolvi falar, de uma forma muito pouco abonatória, de um professor da minha faculdade, dando nome e sobrenome.
Nesse momento, o dito professor, que já nem me lembro como se chama, levantou-se da mesa atrás de mim, colocou-se bem na minha frente e fixou-me o olhar.

Quita Miguel

Escritiva nº 22 ― apanhado em flagrante

sábado, 2 de setembro de 2017

Josué

Talvez não saibas, mas o nome dele, Josué, persegue-o desde criança.
Era a mim que se lamentava, pela escolha infeliz da madrinha e a falta de coragem da mãe para gritar: Não!
Contudo, tu nunca o compreendeste, apesar de ele ser teu neto. Quantas vezes te quis pedir ajuda, mas a tua cara fechada afastava-o? Por uma vez na vida deixa de criticar e ouve o que Josué tem a dizer. E que tal chamares-lhe só José?

Quita Miguel

Desafio nº 121 – 3 inícios de frase impostos

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Coragem para mudar

– Muito bem – concluiu Florêncio, olhando-se ao espelho e jurando mudar de vida.
A doença que lhe fora diagnosticada, mostrava como havia desperdiçado a vida. Há mais de 30 anos que fazia o que odiava, convivia com quem não lhe interessava e calava muitas das verdades que queria gritar.
Colocou o boné e enfrentou o sol quente do Alentejo, em busca do barro que a sua criatividade iria moldar.
Quanto tempo iria viver? Não sabia, mas seria feliz.

Quita Miguel

Desafio nº 120 ― reencontrar o caminho 

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Lambe-botas

Porque agora tinha mais informações sobre a nova chefe, tornava-se mais fácil escolher uma prenda de aniversário.
Pouco lhe importava ser apelidado de lambe-botas.
Escolheu os crisântemos mais belos que a florista tinha e entregou o ramo à secretária, já que a chefe estava em reunião.
Assim que ele virou costas, a secretária iluminou a face com um sorriso e escondeu no ramo um alfinete. Era a sua vingança para com o lambe-botas e a nova chefe.

Quita Miguel
Desafio nº 119 ― crisântemo + alfinete